Transfofa em Blog

Um espaço especial e pessoal, para dar relevo a cada momento único - Bem Vind@ ao meu Blog!

sábado, Março 15, 2008



Félix Samuel Rodríguez de la Fuente nasceu na província de Burgos, numa povoação chamada Poza de la Sal, a 14 de Março de 1928. A sua infância decorreu, como não podia deixar de ser, em plena natureza, nos campos do vale de la Bureba. O seu pai, Samuel Rodríguez, notário na vizinha localidade de Oña, considerava contraproducente a escolaridade precoce, pelo que permitiu que o seu filho Félix percorresse à sua vontade os montes sem ser escolarizado até aos 8 anos.

Começou a estudar quando estalou a Guerra Civil Espanhola, o que fez com que o jovem Félix continuou a crescer percorrendo os campos próximos à sua povoação em contacto com a natureza. O que lhe provocou um sentimento de proximidade com a mesma, de amor pela vida, tanto animal como vegetal. E assimilou as relações existentes entre todos os integrantes do ecossistema.

Somente em 1938 Félix ingressou como interno o Colegio de los Sagrados Corazones de Vitoria, onde receberia a escolaridade básica e recuperaria o tempo perdido. O Bacharelato realizou-o no Colegio de los Maristas em Burgos.

Aos 18 anos mudou-se para Valladolid, onde iniciou os estudos de Medicina, embora continuasse com os seus passeios pelo campo para observar a natureza. Especialmente chamavam-lhe a atenção os falcões e começou a apaixonar-se pela falcoaria. Estes passeios e a influência que exerceu na sua pessoa o biólogo José Antonio Valverde, um dos artífices do Parque de Doñana forjaram-lhe a sua verdadeira vocação.

Em 1957, uma vez terminado o curso de medicina, obteve a especialização em odontologia-estomatologia, tendo ganho o Premio Extraordinario "Landete Aragó" de odontologia, e chegou mesmo a trabalhar na clínica do Dr. Baldomero Sol. Mas esta situação era muito forçada, já que a sua verdadeira vocação era a Biologia. Uma vez falecido o seu pai, que o tinha empurrado para Medicina, abandonou-a por completo e entregou-se totalmente à natureza.

Como se tinha mencionado anteriormente, Félix tinha-se convertido num perito na arte da falcoaria. Prova disso é que, enquanto cumpria o serviço mi na Residência de Oficiales de Burgos dispunha de um quarto especial para que pudesse tratar dos falcões. Félix, dadas as suas habilidades falcoeiras, passou a colaborar com o Servicio Nacional de Pesca y Caza, e conseguiu que se criasse uma estação para o estudo e preservação dos falcões.

Em 1960 viajou à Arábia Saudita , na qualidade de falcoeiro, levando dois "baharíes", falcões caçadores espanhóis, que o governo espanhol ofereceu ao rei Saud.

Na década de 60 escreveu artigos para a revista "Blanco y Negro" e apareceu em programas de televisão, sobretudo dedicados às crianças.

Em 1965 Félix aparece com os seus falcões no programa "Fin de Semana" da Televisión Española, chamando a atenção do público que insistia em vê-lo de novo. Isto mudaria a sua vida e influenciaria várias gerações de espanhóis que começariam a segui-lo nas suas aparições no pequeno ecrã.



Graças a uma doação monetária do rei Saud da Arábia e à colaboração de vários aristocratas, pode embarcar na produção do seu primeiro documentário: "Señores del espacio". O seu êxito permitiu-lhe estudar profundamente o comportamento dos temidos lobos, chegando a conviver com uma alcateia, na qual se tornou o líder. O lobo foi um dos animais favoritos de Félix, conseguindo que uma alcateia que vivia em liberdade numa grande propriedade cercada da província de Guadalajara, o aceitasse como seu chefe para poder estudar os seus hábitos, comportamentos e movimentos, participando en vários dos seus documentários.



Dirigiu a "Operación Baharí", em que pela primeira vez se usaram falcões para acabar com aves que atrapalhavam a descolagem e aterragem de aviões em aeroportos. Participou também em vários programas de rádio e televisão, entre os quais se destacou o "Planeta Azul".

Viajou para África, onde trabalhou como guia de safaris fotográficos, percorrendo o Uganda, a Somália, o Congo, a Tanzânia e o Quénia. Foi precisamente nestes dois últimos países que realizou os seus primeiros trabalhos para a Televisión Española: cinco episódios da série "A toda plana".

Convertido num símbolo do naturismo, colaborou na fundação da "Asociación para la Defensa de la Naturaleza, ADENA", a delegação espanhola do "World WildLife Fund, W.W.F." e foi membro do Consejo Superior de Investigaciones Científicas.



A partir de 1974 iniciou o seu projecto mais ambicioso: "El hombre y la tierra" nas suas três séries: venezuelana, ibérica e canadiana. Encontrava-se precisamente a filmar um episódio da " Serie canadiana" filmando uma matilha de cães esquimós em Shaktoolik, Alaska, quando a avioneta em que viajava capotou, caiu a pique e estatelou-se. O "Amigo dos animais" faleceu a 15 de Março de 1980, o dia seguinte ao seu 52º aniversário, nas frias terras do Alaska, junto com dois outros companheiros, comovendo o mundo inteiro. Deixou-nos um legado literário, radiofónico e cinematográfico imprescindível para o conhecimento da nossa fauna.

Foi precisamente entre 1974 e 1980 que realizou os episódios da "Serie ibérica", em que foi o realizador, guionista, apresentador e locutor. A espectacularidade das imagens e as originais técnicas de filmagem empregues converteram-na num êxito internacional. Continua hoje a ser uma das mais importantes bibliotecas gráficas do mundo selvagem da península ibérica.

Félix Rodríguez de la Fuente, além de realizar programas, documentários, livros e artigos, foi um viajante incansável, que percorreu a Europa, a África e a América seguindo as pistas dos animais que amava. Mas a luta a que dedicou as suas maiores energias foi a de despertar a consciência ecológica dos seus compatriotas, conseguindo que todo um povo de costas voltadas à natureza, aprendesse a conhecer, respeitar e amar a vida selvagem do seu país.

A voz de Félix foi sempre clara e potente na hora de defender os ecossistemas da sua degradação e aos animais selvagens da sua perseguição e extermínio. Félix foi uma das figuras chave do movimento ecológico mundial e o mais genuíno filósofo da natureza que a Espanha produziu até hoje.

E foi a voz de Félix, através dos episódios de El hombre y la tierra – serie fauna ibérica, que me pregava em frente ao televisor de cada vez que passava um episódio. E foram estes documentários que me despertaram para esta realidade, que a biodiversidade no nosso planeta encontra-se ameaçada de uma maneira só comparável às grandes extinções em massa que ocorreram no passado. A diferença está em que essas extinções não foram obra de una animaizitos nativos deste planeta. Esta ameaça é. E numa altura em que cada vez se nota mais os efeitos negativos no nosso planeta de abusos em nome de um progresso está a levar a uma muito provável extinção da vida na terra como a conhecemos, que deixo aqui esta homenagem áquele que foi um dos maiores ecologistas do nosso planeta.




[Germany]
Trans meeting will attract activists from across Europe
The second meeting of the European Transgender Council is to be held this year in Germany, it was announced today.
The council, comprised of Transgender Europe (TGEU), the Transgender Network Berlin (TGNB) and TransInterQueer Berlin (TrIQ) will be meeting in Berlin from 2nd to 4th May, following their last successful event held in Vienna in 2005.

[Philippines]
Woman, 32, will have to remain a ‘he’ in birth certificate
All her records list her as female, except for her birth certificate which indicates that she is a male.
And Zoila Villanueva, 32, will remain male in that document, after the Court of Appeals reversed a lower court ruling that allowed the entry in her birth certificate to be corrected to indicate that she is female.

[India]
Citizens show solidarity with the transgender community
In a show of solidarity, around 300 citizens joined a candle light procession to condemn the violence on March 9, in which three members of the transgender community were beaten up by locals of the Rabindra Sarovar area. The silent protest was held in front of the Menoka Cinema hall in South Kolkata.

[USA]
Transgender Teen Tells Her Story
We were shocked by the recent murder of 15-year-old Lawrence King--a young boy who was openly gay and reportedly wore mascara, lipstick and jewelry to school. Transgender teens have been in the spotlight lately and have left a lot of parents at a loss when it comes to talking to their own kids. Rika, pictured, a 17-year-old boy who came out as a girl during her freshman year, sheds a little light on the world of transgender teenagers.

[USA] [Blog/Commentary]
Transphobia and Radical Feminism - a challenge
Less than two years ago my "opinion" of transfolk was one of extreme othering, of downright transphobia - I didn't hate transpeople but I knew nothing about them and deemed from my place of ignorance that they were weird, freakish, incomprehensible.

[USA] [Blog/Commentary]
Where is our outrage? Our sisters and brothers are being murdered!
"1 LGBT Person has been murdered every 8 days so far this year and these are only ones we know about." …Fight Out Loud

[FL, USA]
Gay groups protest at Naugle’s ‘prayer breakfast’
Fort Lauderdale mayor hosts anti-gay leader of Focus on the Family
Carrying picket signs with images of men and women who were killed because they were gay or transgendered and bearing placards that called for an end to hate speech by public officials, about 20 GLBT supporters protested the March 13 prayer breakfast hosted by Fort Lauderdale Mayor Jim Naugle at the Broward County Convention Center.