Transfofa em Blog

Um espaço especial e pessoal, para dar relevo a cada momento único - Bem Vind@ ao meu Blog!

quinta-feira, maio 10, 2007

Para agradecimentos, aqui fica mais um, com esta belíssima foto que dedico a vocês sabem quem:


Como habitualmente, tem falhas de memória, e assim se explica que não se lembre que quem falou de esquizofrenia foi precisamente quem se queixa tanto agora, num dos canais do IRC, como tive oportunidade de referir na altura (devia ser giro auto-mandar-se uma carta registada). As mesmas falhas de memória que levam determinadas pessoas a "esquecerem-se" que em determinadas alturas da sua vida assumiram-se como CDs, e que pertenceram a grupos como o CCP (Crossdresser Clube de Portugal).

Realmente, faziam muito melhor em estudarem melhor as coisas que escrevem, para que não sejam tão facilmente arrasadas por sexólogos em debates, em vez de continuarem a bater sempre e sempre na mesma tecla. Além de se tornarem cansativas, demonstram uma personalidade do mais rasca que existe, incapazes de fazerem um esforço para porem um bem comum à frente de questiúnculas pessoais, demonstram uma vergonha de serem quem são, notória na maneira como se escondem de tudo e todos e na maneira como querem apagar o rasto de um passado vergonhoso(?), revelando o pior que existe no ser humano (raiva e vingança) e canalizando-o para quem não gostam (gostava de saber porque desapareceu um "peixinho", o qual até teve direito a ter todos os seus posts apagados, just curious).

Para este tipo de gentalha, cá estarei sempre, assumindo-me sem vergonha, assumindo que antes de ter a certeza de que era transexual, tive dúvidas sobre quem e o que era, e que inclusivé entrei em vários grupos de temáticas Crossdresser e Travesti, e que não fui a correr apagar toda a minha vida passada. Posso não ter orgulho nela, mas a certeza é que não tenho vergonha de ser quem sou nem de ter sido quem fui. Faz parte de uma evolução normal em todos os seres humanos, diria eu. Nem vou apagar da net gifs animados feitos por brincadeira por pessoas que considero minhas amigas. A quem não compreenda isto, só tenho a dizer que são tristes amostras grátis de seres humanos que na sua amargura atacam quem não tem vergonha, e atacam quem por agruras da vida, tem de recorrer à prostituição para sobreviver. Estranhamente por quem há tempos atrás tanto as defendia e acusando-me precisamente de as atacar.

Enfim, cá espero que continuem a agradecer-me com mais miminhos como estes. Pois eu vou continuar aqui a cascar...

4 Comments:

  • At 14 maio, 2007 16:39, Blogger Marlene said…

    A propósito disto, volto a dizer o que digo sempre: enough is enough...tréguas, please. Já chega...:(

     
  • At 14 maio, 2007 18:35, Blogger transfofa said…

    Cara Marlene, como sempre a sua imparcialidade só funciona para um lado. Como sempre vem aqui dizer que já chega e coisas e tal e nunca o faz no fishspeaker. No entanto, como já vem sendo hábito, o meu post nada mais é que uma resposta dada a alguém que, essa sim, devia levar com esses pedidos de "tréguas, please" espero que isto sirva para ver que lá por se escrever bem (mas não a realidade ou a verdade) e estar-se na universidade não implica que se seja "flor que se cheire". Espero que começe a abrir os olhos e ver quem realmemte é a Luísa Reis.

     
  • At 14 maio, 2007 20:05, Blogger Marlene said…

    Hum,por acaso voltei aqui hoje...mas não é hábito...e fiquei baralhada, porque caso não tenha reparado eu comentei no Fish...até bem mais do que aqui...mas tudo bem...
    Quanto a quem é a Luisa...hum...penso que saberei melhor do que o que ela pinta sobre si mesma no blog ou melhor do que o que a Eduarda pinta no seu...lol mas tudo bem, eu deixo a amizade falar mais alto aqui...tenho de confessar que sou um pouco imparcial sim (vá podem dar com o chicote,lol),visto que somos amigas. Por isso mesmo é que me dou ao "trabalho" infrutífero de pedir tréguas...
    Anyway...Be happy...;)

     
  • At 15 maio, 2007 05:04, Blogger transfofa said…

    Pois, eu na mesma situação também ficava baralhada. É que, por alguma razão, desta vez o seu comentário foi mesmo publicado e pude comprovar. E digo desta vez porque, pela maneira como começa o seu comentário, e passo a citar "Bem ........... Livra-te de rejeitar este comentário que levas uns açoites!!!" leva-me a perguntar quantos mais terão sido censurados por exprimirem esta opinião. De qualquer das formas errei, como estou habituada a esse tipo de censura nesse blog, nem sequer imaginei que fosse publicado um comentário contrário. Assim, só me resta pedir desculpa por ter duvidado da imparcialidade. Um pedido: pode meter nessa cabeça dura que eu posso até valer por duas mas que não sou duas, sou só uma, portanto era bom que deixasse de falar no plural. Está sempre a provocar quem tem a sagacidade para não dar troco, que se meta comigo. Sempre que fôr atacada, terei resposta a dar. Não estou habituada a trazer desaforos para casa de gentinha dessa laia. Posso afirmar aqui e agora que não farei mais ataques sem ser provocada primeiro. Ao que escreve, comentarei no meu blog sempre que ache necessário (isto devido à tal censura), mas não dando muita importância a isso, pois no meio de muita coisa acertada que escreve, também aparecem bacoradas de todo o tamanho, e se fosse comentar tudo não fazia outra coisa. Também faz um bocado de confusão entre a Transexualidade e a maneira como vê as coisas, que pode ter valor como visão pessoal, mas que não pode ser confundida com a transexualidade. mais uma vez as minhas desculpas por ter sido injusta e apareça sempre.

     

Enviar um comentário

<< Home